Como abrir uma PJ em São Paulo!

Como abrir uma PJ em São Paulo!

Como abrir uma PJ em São Paulo!

Hoje vamos falar como Como abrir uma PJ em São Paulo, Muitas pessoas tem o sonho de conquistar a independência financeira, trabalhar para si próprio e abrir uma PJ. Porém muitas pessoas até com boas ideias de negócio, acabam desistindo de um sonho, devido a grande burocracia existente em nosso país para empreender e abrir uma empresa.

Felizmente os governantes têm começado a dar alguns passos em direção a flexibilização de algumas normas e processos burocráticos. Como abrir uma PJ? Há uma luz no fim do túnel, mas é preciso caminhar bastante para chegar até lá.

Buscando encorajar aqueles que desejam abrir uma empresa e também retirar dúvidas gerais a respeito do tema, abordaremos neste artigo tudo o que você precisa saber para abrir uma PJ em São Paulo. Portanto, não deixe de acompanhar até o fim!

Planejando a sua empresa

Antes de abrir uma PJ é preciso realizar alguns planejamentos para que este sonho torne-se um sucesso e possa trazer os resultados esperados. Primeiramente é preciso possuir um capital inicial e um capital de giro.

O capital inicial são recursos financeiros que serão utilizados para fazer frente aos primeiros custos de uma empresa, como taxas e emolumentos cartorários e de órgãos públicos para legalização, aluguel ou compra de um espaço físico, compra de móveis e equipamentos como por exemplo mesas, cadeiras e computadores e também a aquisição de materiais de escritório como papel, caneta, clips, entre outros.

Neste vídeo comentei um pouco sobre uma dúvida muito comum dos médicos que atuam com Endoscopia. Vale mais a pena ser PF ou PJ na área de Endoscopia?

 

Já o capital de giro é reservado para que a empresa não enfrente dificuldades de se manter em funcionamento durante a sua vida. Para ficar, mais claro e de fácil entendimento vamos exemplificar: Determinada empresa trabalha com revenda de mercadorias e portanto, precisa manter um estoque de produtos para atender a sua demanda. Desta forma, será investido um valor para aquisição dos itens que irão fazer parte daquele estoque.

Sem perceber, você acaba utilizando recursos conhecidos como capital de giro, pois houve um investimento e agora será preciso aguardar que o giro ocorra de fato, transformando estas mercadorias em vendas e consequentemente em receita para a empresa.

Contabilidade para Comércio Varejo e Atacado

Percebeu? Foi investido um dinheiro no estoque, que se transformou em receitas de venda lá na frente, fazendo a empresa girar, mas este processo leva algum tempo. Manter a empresa em funcionamento durante este intervalo é a função do capital de giro.

Além do capital você precisará definir entre outras coisas a atividade a ser desenvolvida pela empresa e a sua localização.

Veja abaixo, em um passo a passo como abrir uma PJ.

1. Procure por um contador

O primeiro passo para quem deseja abrir uma PJ, é procurar por um contador. Este é o profissional capacitado e mais indicado para auxiliar você em todos os trâmites legais necessários para tirar uma empresa do papel e colocá-la em funcionamento.

Busque referências e escolha um profissional capacitado, não escolha pelo valor dos honorários, mas sim pela qualidade e seriedade dos serviços prestados.

Aqui no Eu Contador você encontrará uma equipe altamente capacitada para lhe atender e retirar todas as suas dúvidas de forma simplificada. Deixe a parte difícil e burocrática por nossa conta!

2.Elabore o Contrato Social

O contador irá te auxiliar nesta etapa. O contrato social é um documento que especifica entre outras coisas, algumas informações como: O percentual de capital de cada um dos sócios, a definição das atividades da empresa e também do seu regime tributário, além claro do nome da empresa.

Um ponto que merece muita atenção é a escolha do regime tributário, a escolha do regime correto pode contribuir para que a sua empresa pague menos impostos.

No Brasil, as pequenas e médias empresas costumam optar pelo regime simples, mais conhecido como Simples Nacional, pois neste modelo vários impostos são unificados em um única guia com percentuais reduzidos em relação aos demais regimes tributários.

3.Registre a sua empresa

O terceiro passo para quem deseja abrir uma PJ é o registro. Semelhante às pessoas físicas que possuem o CPF, as empresas possuem o CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, pois são consideradas pela legislação como pessoas de caráter jurídico, logo vem o termo PJ.

Antes de solicitar o seu CNPJ na Receita Federal, você precisará fazer o registro de sua empresa na Junta Comercial de seu estado. A Junta Comercial entregará a você o NIRE, documento necessário para solicitar o registro de sua empresa.

4. Obtenha sua inscrição estadual

As empresas precisam ser registradas em cada uma das esferas governamentais. Portanto, após o registro junto à Receita Federal, você precisará registrar a sua empresa na Secretaria Estadual de Fazenda para assim, obter outro documento importante, a inscrição estadual.

É possível solicitar a inscrição estadual pela internet, juntamente com o CNPJ. Seu contador lhe auxiliará nestes processos.

5. Obtenha sua inscrição municipal e alvará de funcionamento

Na esfera municipal você precisará fazer o registro da empresa junto a secretaria de fazenda do município. Através deste registro você receberá uma inscrição municipal. Será a prefeitura o órgão responsável também por emitir um documento conhecido como alvará de funcionamento.

Este documento autorizará a empresa a se instalar e entrar em funcionamento dentro do município e fará algumas observações como por exemplo o seu horário de funcionamento permitido.

Dependendo da atividade desenvolvida por sua empresa, pode ser necessário obter licenças específicas, como por exemplo licenças ambientais, sanitárias, entre outras. 

6. Obtenha a licença do Corpo de Bombeiros

Outro documento importante e necessário para que uma empresa opere dentro da legalidade é a autorização do corpo de bombeiros. O corpo de bombeiros irá verificar se as instalações da empresa estão de acordo com as normas de segurança para prevenção e controle de incêndios.

Estando tudo certo, será emitido um documento conhecido como AVCB ou Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, autorizando o funcionamento daquela empresa.

7. Cadastro no FGTS e na Previdência Social

O contador precisará ainda cadastrar a empresa junto a Caixa Econômica Federal para recolhimento do FGTS dos funcionários e na Previdência Social para recolhimento do INSS.

Esperamos que com este artigo, seja possível organizar melhor as ideias e cada passo necessário para abrir uma PJ e legalizar uma empresa corretamente, evitando assim multas e prejuízos.

Se precisa de ajuda para abrir uma PJ ou deseja esclarecer outras dúvidas, entre em contato conosco, será um imenso prazer ajudar você nesta empreitada!

Orçamento