Como abrir uma holding: tire suas dúvidas

Compartilhe nas redes!

Você sabe o que é, quais são os benefícios, seus tipos e como funciona o processo para abrir uma holding?

No universo empresarial, a holding é uma ferramenta estratégica para consolidar ativos, otimizar a gestão e, em muitos casos, permitir o aproveitamento de benefícios fiscais.

Neste artigo, vamos apresentar o passo a passo para abrir uma holding, destacando os aspectos legais, administrativos e os benefícios relacionados a essa decisão.

Vamos mergulhar no mundo das holdings e descobrir como esta estrutura pode ser a chave para uma gestão empresarial mais robusta e eficaz.

Para saber mais, continue conosco até o final do artigo ou clique em um dos botões abaixo para falar com um contador especialista.

O que é uma holding?

Uma holding é uma empresa que nasce com o objetivo de gerenciar ativos de outras empresas, como ações, propriedades imobiliárias, marcas, patentes, entre outros.

As holdings podem ser estabelecidas por várias razões, dentre as quais, podemos destacar:

  • Controle corporativo: Ao possuir a maioria das ações de outra empresa, a holding pode exercer controle sobre as decisões dessa empresa.

 

  • Benefícios fiscais: Em alguns casos, a constituição de uma holding pode reduzir impostos, principalmente sobre operações envolvendo a transferência de ativos.

 

  • Proteção de ativos: As holdings podem ser usadas como uma estratégia para proteger ativos valiosos de possíveis reivindicações ou litígios.

 

  • Eficiência organizacional: Empresas podem ser organizadas sob uma holding para obter ganhos de eficiência operacional e reduzir custos.

Na prática, esses são apenas alguns dos benefícios ou motivos, que estão contribuindo para que um número cada vez maior de empresas se tornem holdings.

Quais são os tipos de holding?

As holdings podem ser classificadas de várias maneiras, dependendo de seus objetivos, da natureza de seus investimentos e de sua estrutura operacional. Os tipos mais comuns de holdings são os seguintes:

Holding pura: Esse tipo de holding existe exclusivamente para gerenciar participações em outras empresas, não tendo qualquer atividade operacional própria. Seu principal objetivo é deter o controle acionário de uma ou mais empresas.

Holding mista: Além de possuir participações em outras empresas, a holding mista também tem suas próprias operações comerciais e atividades. Isso significa que, além de gerenciar suas subsidiárias, ela também pode produzir bens ou oferecer serviços.

Holding de participação: Esse tipo de holding detém participações acionárias em várias empresas, mas não necessariamente a maior parte das ações. Ela investe em empresas sem necessariamente buscar controlá-las.

Holding patrimonial: Esta holding é voltada principalmente para a gestão de ativos fixos ou patrimônio, como propriedades imobiliárias, terras, propriedade intelectual, entre outros.

Holding Administrativa: Foca na centralização da administração de várias empresas sob uma estrutura comum. Ela busca obter eficiências operacionais e economias de escala, gerenciando funções como finanças, recursos humanos e estratégias de marketing para várias subsidiárias.

Holding de controle: Essa holding detém uma quantidade maior que 50% das ações votantes de outra empresa, permitindo-lhe exercer controle sobre as decisões da empresa controlada.

Holding familiar: É estabelecida para centralizar e gerenciar os ativos de uma família. Pode ser usado para planejamento sucessório, proteção de ativos ou centralização de negócios familiares.

Antes de abrir uma holding, entre em contato conosco e busque a orientação do nosso time de especialistas para definir qual é o tipo de holding mais adequado para os seus objetivos.

Como abrir uma holding?

Abrir uma holding é um processo que envolve processos legais, fiscais e administrativos. Na sequência, vamos apresentar um passo a passo resumido sobre a abertura de holdings.

1.Definição do tipo de holding

  • Antes de começar, é muito importante decidir que tipo de holding você deseja criar (pura, mista, patrimonial, familiar, etc.) e o propósito principal da holding (gestão de ativos, controle corporativo, planejamento tributário, etc.).

 

2.Escolha da estrutura jurídica

  • Levando em consideração os seus objetivos, você precisará escolher a estrutura jurídica mais adequada para sua holding, como por exemplo, uma Sociedade Anônima ou uma Sociedade Limitada.

 

3.Registro legal

  • Após a definição do tipo de holding e da sua estrutura jurídica, será necessário contar com o apoio de uma contabilidade especializada, para preparar toda a documentação necessária e registrar a holding nos órgãos competentes.

 

4.Planejamento tributário

  • Consulte uma contabilidade especializada como o Eu Contador, para montar um planejamento tributário e garantir que sua holding seja estruturada de uma forma que lhe ajude a pagar menos impostos.

 

5.Transferência de ativos

  • Se o principal objetivo da holding for gerenciar ativos (como propriedades, ações ou propriedade intelectual), esses ativos precisarão ser transferidos ou adquiridos pela holding.

 

6.Gestão e governança:

  • Estabeleça processos de governança corporativa e gestão para a holding, incluindo a eleição de um conselho de administração ou gestores, se necessário.

 

7.Legalização:

  • Será necessário registrar a holding na Junta Comercial e obter documentos como o CNPJ junto a Receita Federal e o Alvará de Funcionamento na Prefeitura.

Dada a complexidade e as implicações legais e fiscais associadas à criação e operação de uma holding, é recomendado contar com o suporte de contadores especializados.

A boa notícia, é que o time de especialistas do Eu Contador está preparado para lhe oferecer todo o suporte e a assessoria necessária para constituição da sua holding.

Contabilidade para holdings

No cenário empresarial dinâmico de hoje, as holdings possuem um papel importante na proteção de ativos, no gerenciamento estratégico e na consolidação de negócios.

Mas, assim como sua estrutura é única, as necessidades contábeis de uma holding também são específicas e exigem o suporte de uma contabilidade especializada.

Por que escolher o Eu Contador para sua Holding?

  • Experiência em holdings: Com nossa vasta experiência, garantimos que sua holding esteja sempre em conformidade com as regulamentações fiscais e contábeis.

 

  • Soluções personalizadas: Reconhecemos que cada holding é única. Oferecemos soluções contábeis sob medida, alinhadas com a natureza e os objetivos de sua holding.

 

  • Tecnologia de ponta: Utilizamos as mais recentes ferramentas e softwares de contabilidade, para entregar um serviço de alta qualidade aos nossos clientes.

 

  • Assessoria especializada: Além dos serviços contábeis padrão, nossa equipe oferece consultoria especializada, ajudando você a identificar oportunidades de otimização fiscal e financeira.

 

  • Compromisso com a excelência: Nossa missão é oferecer serviços contábeis de alta qualidade, garantindo a satisfação total de nossos clientes.

Conte com uma contabilidade especializada e preparada para lhe assessorar no processo para abrir uma holding.

Clique em um dos botões abaixo e fale com o nosso time de especialistas.

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Muito tem se falado em holding patrimonial, mas afinal, você…
Cresta Posts Box by CP