Tabela Simples Nacional para arquitetos!

Tabela Simples Nacional Para Engenheiros

Hoje vamos falar sobe a Tabela Simples Nacional para arquitetos, empresas que faturam não mais do que R$ 4,8 milhões por ano podem optar pelo Simples Nacional. Essa forma de pagar os tributos ao governo é vantajosa porque oferece descontos nas alíquotas e é paga em uma única guia, facilitando e barateando o processo.

Além disso, quem está enquadrado no Simples Nacional calcula o quanto deve pagar de impostos com base em uma tabela que possui anexos com diferentes alíquotas. Cada anexo serve para um grupo de empresas e, recentemente, os seus números passaram por mudanças.

[elementor-template id=”8045″]

Isso fez com que empresas de arquitetura e urbanismo tivessem que considerar demais aspectos, agora, na hora de saber o valor dos tributos a pagar, além da receita bruta e do seu enquadramento nos anexos.

Inicialmente, esses tipos de negócios estão no anexo III, que tem alíquotas menores do que outros anexos. No entanto, para permanecer nesse mesmo anexo e pagar menos impostos, é preciso levar em conta o Fator R.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue lendo este artigo e veja como funciona a tabela Simples Nacional para arquitetos. Para tanto, confira os tópicos a seguir:

  • Conheça o Anexo III da tabela Simples Nacional para arquitetos
  • Conheça o Anexo V da tabela Simples Nacional para arquitetos
  • O que é o Fator R? Como funciona para arquitetos

Sua empresa de arquitetura e engenharia poderá se enquadrar em dois anexos do Simples Nacional.

Conheça o Anexo III da tabela Simples Nacional para arquitetos

A tabela do anexo III do Simples Nacional serve para, além de outros tipos de empresas, os seguintes negócios do ramo de arquitetura e urbanismo:

  • Elaboração de urbanismo;
  • Atividades de desenvolvimento de projetos para ordenação urbana;
  • Escritório de arquitetura;
  • Escritório de projetista;
  • Consultoria em arquitetura;
  • Serviços de arquitetura;
  • Gerenciamento de projeto de arquitetura;
  • Desenvolvimento de projetos arquitetônicos de jardins;
  • Atividade de desenvolvimento de projetos arquitetônicos e paisagísticos;
  • Paisagismo;
  • Arquitetura paisagística;
  • Serviços técnicos, escritório de consultoria, assessoria em arquitetura;
  • Supervisão da execução de projetos de instalações esportivas.

Agora, confira as informações contidas no anexo III:

Tabela Simples Nacional 1 - EuContador

Conheça o Anexo V da tabela Simples Nacional para arquitetos

As alíquotas do anexo V são maiores do que as do anexo III, como você pode visualizar. Porém, conforme o Fator R da empresa de arquitetura, será preciso pagar os impostos com base nas informações da tabela a seguir.

Veja o que diz o anexo V do Simples Nacional:

Tabela Simples Nacional 2 - EuContador

O que é o Fator R? Como funciona para arquitetos

Mas afinal, o que é o Fator R, que vai fazer a sua empresa de arquitetos continuar pagando tributos menores ou ter que se basear na tabela V e pagar impostos mais altos? O Fator R do Simples Nacional é um cálculo para saber quanto o seu negócio gasta com os funcionários.

Para tanto, é preciso dividir o valor do custo com a folha de pagamento pela receita bruta da sua empresa. Se o resultado for igual ou superior a 28, são usadas as alíquotas do anexo III. Mas, por outro lado, se for menor que 28, então, é preciso usar as alíquotas do anexo V.

Contabilidade para Engenharia e Arquitetura

Para o cálculo, leve-se em consideração os últimos 12 meses, tanto em relação aos salários quanto ao faturamento. Isso acontece porque, quando o Fator R é maior do que 28, significa que o empreendimento gasta mais com a folha de pagamento do que outras empresas.

Ou seja, possui mais profissionais contratados, sendo que isso é o que o governo deseja fomentar, a maior contratação de pessoal. Portanto, ele oferece um desconto na tributação para negócios com mais vagas de emprego.

Mesmo assim, você pode ficar na dúvida, o que é melhor: ter poucos funcionários e pagar mais impostos ou gastar mais com a folha de pagamento e usar uma alíquota menor? Um contador pode ajudar nessa decisão, por isso, contrate um profissional especialista no assunto.

Orçamento