Como abrir uma empresa de infoprodutos?

Como Abrir Uma Empresa De Infoprodutos

Você já se perguntou Como abrir uma empresa de infoprodutos? Trabalhar com infoprodutos, seja vendendo-os ou desenvolvendo-os se tornou o ganha pão de muitos profissionais. Afinal, com dedicação e comprometimento é possível fazer dessas atividades não só uma fonte de renda extra como o principal meio de rendimentos.

E quando esse tipo de negócio dá certo, pode-se até abrir uma empresa, a fim de formalizar a sua atividade, o que possui uma série de vantagens. Entre elas, contribuir para o INSS, pois lembre-se que, se você estiver desempregado, não está contribuindo com a aposentadoria.

Além disso, hoje em dia, quem trabalha por conta pode obter um CNPJ de forma simples e prática, além de conseguir emitir nota fiscal e realizar demais atividades, como qualquer outro tipo de empresa. Interessou-se pelo assunto e quer saber mais?

[elementor-template id=”8045″]

Então, continue lendo este artigo e descubra tudo a respeito de como abrir uma empresa de infoprodutos. Para tanto, confira as informações apresentadas nos tópicos a seguir:

  • CNAES que podem ser usados em empresa de infoprodutos
  • Posso ser MEI com empresa de infoprodutos?
  • Como empresa de infoprodutos faz a emissão de NF

CNAES que podem ser usados em empresa de infoprodutos

Ao abrir empresa, um dos aspectos mais importantes é saber qual o CNAE escolher para formalizar o seu negócio. Essa sigla significa Classificação Nacional de Atividades Econômicas e deve ser determinada pelo empreendedor como forma de mostrar a qual ramo pertence.

Para atividades digitais, como empresas de infoprodutos, é possível escolher entre um dos seguintes CNAES:

  • 8599-6/04 – Cursos ou treinamentos, para quem produz conteúdo digital, como manuais e cursos online.
  • 5811-5/00 – Edição de livros, para quem desenvolve todo o tipo de e-books.
  • 6319-4/00 – Dados na internet, entretenimento, busca e outros conteúdos na web para quem trabalha nesses ramos.
  • 7319-0/02 – Promoção de vendas, ideal para os afiliados.

E mais, se você abrir uma microempresa vai precisar da ajuda de um contador. Ele é o profissional certo para orientar a escolha do melhor código para abrir sua empresa de infoprodutos.

Posso ser MEI com empresa de infoprodutos?

Em geral, recomenda-se que quem deseja formalizar o seu negócio de infoprodutos se enquadre, inicialmente, na modalidade MEI – microempreendedor individual. É o modo mais simples e barato de abrir empresa, desde que o seu faturamento por ano seja de até R$ 81 mil.

Outro requisito é que você não contrate mais do que um empregado de carteira assinada e nem seja sócio de outra empresa. No Portal do Empreendedor é possível conferir demais regras, solicitar o seu CNPJ gratuito e obtê-lo em pouquíssimo tempo.

https://eucontador.com.br/contabilidade-online-e-digital-para-comercio/

Da mesma forma, é preciso escolher entre as atividades permitidas para ser MEI. Quem vende infoprodutos pode se classificar como promotor(a) de vendas independente. Já quem desenvolve produtos digitais pode escolher entre diferentes categorias.

Entre elas, editor(a) livros independente, de revistas independente, de vídeo independente ou de lista de dados e de outras informações independente, conforme o tipo de conteúdo que desenvolve.

Como empresa de infoprodutos faz a emissão de NF

Mesmo o MEI pode emitir nota fiscal, com a vantagem que não é uma obrigação, desde que comercialize os seus produtos e serviços para o consumidor final. Se a venda for realizada para uma empresa, recomenda-se que seja emitido o documento.

No caso dos desenvolvedores de infoprodutos, que atuam no setor de serviços, é a prefeitura da sua cidade quem normatiza a emissão de nota fiscal. Por isso, é necessário verificar quais são os trâmites no seu município.

Atualmente, já existem prefeituras que implantaram o sistema de nota fiscal eletrônica, a fim de facilitar a vida de todas as empresas, além de garantir o pagamento dos impostos. Porém, mesmo assim, nem todas as cidades possuem aplicativos eficientes.

Uma dica é usar o emissor de nota fiscal de um dos tantos aplicativos disponíveis a internet. Já se você vende os infoprodutos, trata-se do setor de comércio, assim, pode usar os geradores de nota fiscal oferecidos pelo governo ou por entidades nacionais.

Da mesma forma, nem sempre são as melhores escolhas e também há opções mais vantajosas. De qualquer modo, à medida que a sua empresa crescer, vai ser necessário sair do MEI e virar um microempresário. Nessa hora, é preciso contratar um contador de confiança.

Além de ser uma exigência, esse profissional pode contribuir em muito para gerir as suas finanças e deixar em dia todas as questões fiscais da sua empresa de infoprodutos.

Nesse vídeo, detalhamos um pouco a utilização dos campos dependentes em sua Declaração de Imposto de Renda 2019 (DIRPF 2019)!!

Orçamento