O passo a passo para abrir um escritório de advocacia!

O sonho da maior parte dos advogados ou se não, de todos é conquistar a independência profissional e abrir o seu próprio escritório de advocacia. Acontece que para abrir um escritório é preciso ter algum conhecimento administrativo e sobre os procedimentos necessários para realizar esse sonho, algo que as faculdades não ensinam.

Contabilidade para Advogados

Neste artigo, vamos te presentear com um verdadeiro guia passo a passo para que você possa abrir o seu escritório de advocacia. Antes de começarmos, preciso lembrar que para isso você precisará está habilitado e regularizado profissionalmente junto à Ordem dos Advogados do Brasil – OAB.

Vamos então às dicas do nosso guia!

1.Defina a sua área de atuação

Nada melhor do que trabalhar em algo que gostamos e nos identificamos. Desta forma, acreditamos que a primeira decisão a ser tomada, antes mesmo da abertura do escritório em si. É a definição de sua área de atuação. Estude cada opção, veja a sua afinidade com o tema e identifique também o número de concorrentes e a demanda processual da área em sua região. Para ajudar você nesse processo de escolha, veja abaixo uma listagem com opções de segmentação jurídica e escolha a sua:

  • Direito Civil
  • Direito Ambiental
  • Direito Comercial
  • Direito Digital
  • Direito do Consumidor
  • Direito Contratual
  • Direito Penal
  • Direito Trabalhista
  • Direito Tributário
  • Direito Imobiliário
  • Direito Administrativo
  • Direito Eleitoral

2.Defina se irá trabalhar sozinho ou formar uma sociedade

Esta sem dúvidas, é mais uma importante decisão a ser tomada antes da abertura de um escritório de advocacia.

Ao escolher por montar uma sociedade, você pode ter a vantagem de dividir os custos relacionados ao investimento inicial do negócio. Contudo, é preciso conhecer muito bem o futuro sócio, pois muitos escritórios de contabilidade, acabam não dando os resultados esperados e até mesmo encerrando as suas atividades, devido a falta de entendimento e diálogo entre os sócios.

3. Defina a forma de abertura do seu escritório de advocacia

Para abrir o seu escritório de advocacia, será preciso definir também a forma jurídica de abertura do negócio. Vamos falar um pouco sobre algumas opções disponíveis.

MEI – Microempreendedor Individual

Uma pergunta comum de muitos empreendedores na área de advocacia, está relacionada a exercer a sua profissão como um profissional MEI. O interesse leva em consideração a facilidade para formalizar a empresa e também a reduzida carga tributária.

Entretanto, precisamos destacar que os serviços advocatícios não estão elencados entre as atividades permitidas para a abertura de um MEI. Sendo assim, será preciso escolher outra forma jurídica para abertura do escritório

EIRELI – Empresário Individual de Responsabilidade Limitada

Uma das possibilidades para a formalização da empresa é a opção pelo registro como uma Eireli. A empresa Eireli, tem como grande vantagem a possibilidade de abertura da empresa de forma unipessoal, entretanto exige um alto investimento inicial, visto que o capital mínimo para a abertura de uma empresa nesta modalidade é de 100 salários mínimos.

Sociedade Uniprofissional de Advocacia

Com o advento da Lei n° 13.247/16, surgiu então, a Sociedade Unipessoal de Advocacia, através deste ponto, passou a ser permitido que um advogado abra uma empresa de forma individual, sem a necessidade do alto investimento exigido em uma Eireli.

Através da sociedade uniprofissional, que é exclusiva para a área da advocacia, você também fica dispensado de forma uma sociedade.

Sociedade Simples

Agora, se você pretende contar com o apoio de um sócio, é possível abrir o seu escritório através de uma Sociedade Simples. Este formato é destinado para a abertura e formalização de empresas que prestam determinados serviços, como arquitetura, engenharia e advocacia.

4. Defina o seu regime de tributação

Chegou então o momento de definir a melhor tributação para a abertura do seu escritório. Dentre as opções você pode escolher entre o Simples Nacional e o Lucro Presumido, uma vez que o lucro real que é indicado para empresas com faturamento anual mínimo de 78 milhões.

Apesar de muitas pessoas acreditarem que o Simples Nacional, é a melhor opção, isso não é uma verdade absoluta, pois em algumas de suas faixas o percentual a ser cobrado de impostos sobre o faturamento pode superar os 30%, enquanto no Lucro Presumido, esse percentual é de 16,33%.

O melhor a se fazer para tomar essa decisão de forma assertiva é contar com o apoio de alguém que entenda profundamente do assunto e possa te mostrar qual o caminho mais vantajoso para a sua futura empresa. Entre em contato com a equipe do Eucontador!

5. Defina o seu contador

Para a formalização de uma empresa, a figura do contador é indispensável. Este é o profissional responsável por guiar e auxiliar você durante todos os trâmites de abertura e garantir ainda que a sua empresa entregará aos órgãos governamentais todas as obrigações acessórias exigidas, sempre dentro do prazo legal.

Se você está a procura de um serviço de contabilidade específico para o ramo advocatício, chegou a hora de conhecer o Eucontador. Com mais de 40 anos de mercado e especializada no segmento advocatício, acreditamos que estamos preparados para oferecer a você e a sua empresa os melhores serviços de contabilidade. Entre em contato conosco, será um prazer lhe atender!

6. Escolha o local ideal para abertura do seu escritório de advocacia

O local destinado a abertura do seu escritório é visto como um dos fatores mais importantes para o sucesso do seu negócio.

Portanto, escolha um local de fácil acesso em bairros comerciais e principalmente próximo as entidades ligadas ao poder judiciário em sua região, como por exemplo o fórum de sua cidade, o Ministério Público e a OAB.  Assim, você estará mais próximo do seu público alvo, que basicamente são pessoas que precisam do seu apoio e de sua orientação jurídica para solucionar algum conflito.

7. Invista em Marketing e Publicidade

Se você deseja que o seu escritório seja reconhecido, você precisará prestar bons serviços e investir em propagandas de marketing e publicidade, afinal como dizia o ditado: “A propaganda é a alma do negócio”.

Você pode começar a fazer isso agora mesmo, utilizando as redes sociais!

Orçamento