A importância de um correto Planejamento Tributário para engenheiros

Compartilhe nas redes!

Um dos pontos mais confusos para os empreendedores no momento de abrir o próprio negócio é o planejamento e a escolha do regime tributário que melhor se adapta ao perfil da empresa.

O primeiro conselho é que esse passo deve ser dado mediante auxílio de um profissional ou escritório de contabilidade de sua confiança.

A finalidade do planejamento tributário é um conjunto de ações e decisões positivadas pelo direito empresarial brasileiro que objetivam uma oneração cada vez menor da folha de pagamentos com impostos e tributos, ou seja, o empresário tem a prerrogativa de estruturar o negócio da maneira que a incidência compromissos fiscais sejam menores possíveis.

Para começar o planejamento tributário é necessário levar em conta a previsão de:

  • primeiramente o faturamento da empresa;
  • em segundo lugar a previsão de gastos com operação;
  • previsão de lucratividade;
  • previsão de gastos com folha de pagamento.

Nesse sentido são esses os quatro parâmetros que vão direcionar sua empresa para um regime tributário ou outro em determinado momento. O quadro comparativo entre essas variáveis, se assim podemos chama-las, aliada ao ramo da atividade desempenhada e o faturamento é que vai apontar a modalidade tributária mais vantajosa para seu empreendimento.

 

Entenda um pouco sobre Engenharia no Simples Nacional

Um dos regimes tributários pessoa jurídica que vigoram no Brasil é o Simples Nacional.

Nessa modalidade podem figurar empresas com faturamento de até R$ 3,6 milhões.

Descrevemos um pouco sobre engenheiro

Se o faturamento for menor que R$ 600 mil, a empresa pode optar pelo Super Simples, com porcentagens reduzidas e unificação de impostos como:

  • em primeiro lugar PIS,
  • em segundo o Cofins,
  • posteriormente o IPI,
  • ICMS,
  • CSLL,
  • ISS,
  • IRPJ e, dependendo do caso,
  • INSS patronal.

Em suma o Simples Nacional apresenta alíquotas menores e mais simples de seres apreciadas, tornando mais fácil o controle das responsabilidades tributarias mensais e anuais.

Portanto, as empresas que tem limite de faturamento superior a R$ 48 milhões e operam no mercado financeiro devem aderir à modalidade Lucro Real.

As taxas de impostos são consequência do resultado da conta feita entre despesas e receitas, sendo que nessa modalidade é necessário que o empreendimento seja metódico na organização tributária.

Entenda um pouco sobre o Engenharia no Lucro Presumido

O regime de Lucro Presumido (base de cálculo pis e cofins/irpj e csll), no qual qualquer tipo de empresa pode pedir adesão. Porém é preciso:

  • o faturamento não pode ultrapassar o teto de R$ 48 milhões por ano. A Receita Federal é quem determina a taxa que irá incidir no Imposto de Renda e na CSLL.

Por outro lado, há também a possibilidade de se enquadra em um tipo especial de regime tributário:

  • O Microempreendedor Individual (MEI). sendo o seu teto de faturamento anual é de R$ 60 mil.

O tributo é fixo:

  • primeiramente de R$ 34,90 mensais, independentemente se atividade é comercio ou industrial.
  • o setor de serviços a taxa passa para R$ 38,90 por mês.

Em suma, em qualquer uma dela já estão incluídos os repasses para Previdência Social, ICMS e ISS.

Finalizei este conteúdo denso, acesse: https://eucontador.com.br/contabilidade-online-e-digital-para-engenharia/

Portanto todos os regimes possuem vantagens e desvantagens, cabe ao empresário, auxiliado por seu contador, escolher aquele que lhe seja mais benéfico.

O euContador é um escritório de contabilidade online com atendimento direto e personalizado (chat, skype, whatsapp ou telefone).
Mantemos sua empresa 100% REGULARIZADA !
Comece agora mesmo!!!
Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Simples Nacional para engenheiros

Simples Nacional para engenheiros

Como funciona o Simples Nacional para engenheiros? Será que este é o melhor regime tributário para engenheiros que possuem ou pretendem abrir um CNPJ? Em

Recomendado só para você
Um estudo feito pela Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizado no…
Cresta Posts Box by CP