Entenda o que é Nota Fiscal de entrada no comércio

Nota Fiscal De Entrada

Nota Fiscal De Entrada

As empresas que estão sujeitas à tributação do ICMS são obrigadas a realizar o controle de entrada de mercadorias na emissão da nota fiscal de entrada, um documento semelhante à nota fiscal emitida ao consumidor.

No entanto, nem todas as empresas que adquirem mercadorias estão sob este regime de tributação, o que obriga a empresa remetente (fornecedor) a emitir a nota fiscal de entrada.

Existem ainda outras situações em que ela é necessária, o que vamos ver ao longo deste post.

[elementor-template id=”8045″]

Para que serve a nota fiscal de entrada

A nota fiscal de entrada, ou até mesmo a nota fiscal de serviço eletrônica é o documento utilizado para conferência dos pedidos, bem como para:

  • o controle de estoque da empresa que está adquirindo os produtos.

Ainda assim serve para controles financeiros e contábeis e para auxiliar no controle da produção, já que:

  • você tem todos os itens adquiridos listados com os devidos valores de compra.

Quando a nota fiscal de entrada é exigida

Além de ser exigida em todas as compras de mercadorias realizadas pela empresa, a nota fiscal de entrada deve ser emitida nas seguintes situações:

Transporte

Quando a empresa que está adquirindo os produtos vai buscá-los no:

  • fornecedor ou
  • transportá-los para outras localidades.

Saiba todos os regimes para comércio

A nota fiscal de entrada é exigida para controle da carga e comprovação da movimentação das mercadorias.

Importação

Notas fiscais emitidas por empresas estrangeiras não são aceitas no país, obrigando:

  1. a empresa importadora a emitir a nota fiscal de entrada para comprovar a origem e destino das mercadorias, bem como os respectivos valores em reais.

Devolução de mercadoria

Por exemplo, quando a mercadoria não é entregue ao cliente, seja pelo motivo que for, também é exigida a emissão da nota fiscal de entrada para que:

  • a mercadoria seja inserida novamente em estoque e nos controles financeiros da empresa.

Vendedor desobrigado da emissão de nota fiscal

Caso você compre produtos de um vendedor que não seja obrigado a emitir nota fiscal, também deverá emitir a nota fiscal de entrada para registrar a compra. Um exemplo é compra de:

  1. vendedores autônomos,
  2. artesãos e
  3. outros.

Produto adquirido em leilão

Produtos arrematados em leilões e concorrências promovidas pelo poder público exigem nota fiscal de entrada e quem deve emiti-las é o comprador, já que:

  • estas instituições não podem emitir tal documento por não caracterizarem empresas de comércio.

Exposições

Por exemplo, empresas que expõe produtos em feiras e eventos também estão obrigadas a emitir a nota fiscal de entrada quando as mercadorias retornam à empresa.

Trata-se de uma maneira de controlar as movimentações da mercadoria, a fim de garantir que estas não serão desviadas ou extraviadas.

Como emitir a nota fiscal de entrada

Em suma, para todas estas situações, o ideal é que:

  • você conte com um sistema de emissão de nota fiscal eletrônica (NF-e) que permita a confecção da nota fiscal de entrada, ou até mesmo a nota fiscal de serviço eletrônica.

Além de:

  1. evitar o retrabalho de ficar emitindo notas manuais,
  2. você mantém um controle mais rigoroso sobre todas as entradas de mercadorias dentro da sua empresa.

Você tem alguma dúvida a respeito da emissão da nota fiscal de entrada? Deixe seu comentário!

O euContador é um escritório de contabilidade online com atendimento direto e personalizado (chat, skype, whatsapp ou telefone).
Mantemos sua empresa 100% REGULARIZADA !
Comece agora mesmo!!!

 

Orçamento