Carnê do MEI não chegou? Saiba o que fazer!

MEI

MEI

Primeiramente, desde 2014 o carnê do MEI – Microempreendedor Individual chegava até sua casa e permitia que você se planejasse com facilidade para os pagamentos. Mas de repente ele não chegou mais e agora você não sabe o que fazer? Confira neste post como proceder para não atrasar mais seus pagamentos!

Por que o carnê do MEI não chega?

A partir de janeiro de 2016 a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa (SEMPE) deixou de enviar o Carnê da Cidadania do MEI lei 8666, aquele bloco com todos os carnês para você pagar as contribuições mensalmente. Essa medida foi tomada porque agora você pode fazer o download dos carnês diretamente no site do Microempreendedor Individual.

Ou seja, além de economizar recursos, a SEMPE acredita que com o acesso à internet facilitado, os empreendedores podem consultar suas informações facilmente e planejar-se para os pagamentos, que acontecem todo dia 20, a partir dos carnês disponibilizados online.

[elementor-template id=”8045″]

O empreendedor pode acessar o site do Microempreendedor Individual todos os meses e fazer a impressão de cada carnê ou pode ainda baixar todos os carnês e programar os pagamentos pelo internet banking, evitando atrasos.

Portanto, se por acaso houver atraso, não precisa se preocupar. Basta acessar novamente o sistema e emitir um novo carnê, com valores atualizados (juros e multa).

Como emitir o carnê do MEI online?

Por Exemplo, emitir os carnês para pagamento do MEI é muito fácil. Veja o passo-a-passo:

  1. Acesse o Portal do Microempreendedor Individual;
  2. Procure pelo menu Carnê MEI – DAS e clique;
  3. A seguir, clique em Emitir Guia de Pagamento;
  4. Insira seu CNPJ e os caracteres que aparecem ao lado;
  5. Clique em continuar;
  6. Na tela a seguir, clique sobre a aba Emitir Guia de Pagamento (DAS);
  7. Informe o ano calendário (2016) e clique em Ok;
  8. Selecione o mês (ou meses);
  9. Informe a data de pagamento;
  10. Clique em Emitir DAS.
Saiba todos os regimes para mei

Quem pode ser MEI?

Por exemplo, no Brasil existem mais de 6 milhões de Microempreendedores Individuais. São mais de 6 milhões de pessoas que formalizaram seus negócios e estão aproveitando as vantagens de poderem emitir notas fiscais, arrecadarem fundos para investir em seus negócios e ter maior acesso a oportunidades no mercado.

Ou seja, para ser MEI você precisa cumprir determinados requisitos, como ter sua atividade listada na tabela de atividades permitidas e ter um faturamento não superior a 60 mil reais anuais, ou seja, 5 mil reais por mês.

Para inscrever-se no MEI, basta acessar o Portal do Microempreendedor Individual e clicar em Quero me Formalizar. Depois de preenchidos todos os seus dados, você já terá em mãos o Certificado de Condição de Microempreendedor Individual, com o número do CNPJ.

No entanto, o custo para quem se formaliza como Microempreendedor Individual é de menos de 50 reais por mês, ou seja, com essa pequena contribuição, além de emitir notas fiscais e ampliar suas oportunidades de negócios, você ainda tem todos os direitos previdenciários garantidos, como aposentadoria, licença maternidade, auxílio doença e pensão por morte.

E você, microempreendedor individual, está com suas obrigações em dia? Sente alguma dificuldade na hora de lidar os trâmites para emissão do carnê de pagamento do MEI? Deixe seu comentário!

MEI é obrigado a emitir NFe ??? Neste vídeo comento sobre esse assunto, não perca!

O euContador é um escritório de contabilidade online com atendimento direto e personalizado (chat, skype, whatsapp ou telefone).
Mantemos sua empresa 100% REGULARIZADA !
Comece agora mesmo!!!
Orçamento