Como abrir um minimercado

Compartilhe nas redes!

Abrir um minimercado pode ser muito lucrativo, principalmente se o estabelecimento for bem administrado, contar com produtos frescos e variedade.

A propósito, muitos dos supermercados que temos hoje, começaram como mercearias e negócios de menor porte, que aos poucos foram crescendo e tomando grandes proporções.

Sendo assim, se você chegou até aqui, pois está pensando em abrir um minimercado, mas possui algumas dúvidas ou precisa de apoio para legalizar o seu negócio, conte com o nosso apoio.

Acompanhe este conteúdo até o final para conferir o que o time do Eu Contador separou para você ou se preferir, clique em um dos botões abaixo e entre em contato conosco!

Lista de produtos para abrir um minimercado

Quando o assunto é como abrir um minimercado, uma das dúvidas comuns entre os empreendedores, diz respeito à lista de produtos para este tipo de estabelecimento.

Conforme comentamos na introdução, a variedade de produtos é um dos segredos para atrair o público e construir um negócio lucrativo.

Diante disso, separamos uma listagem completa de produtos separada por departamento, que certamente poderá ser útil para você.

Produtos de mercearia: Um minimercado não precisa ter o mesmo número de itens que um supermercado, mas dentre os produtos de mercearia, existem aqueles que não podem faltar, incluindo:

  • Açúcar;
  • Arroz;
  • Atum e sardinha;
  • Biscoitos e pães.
  • Café;
  • Extrato de tomate;
  • Farinhas;
  • Feijão;
  • Leite;
  • Macarrão;
  • Maionese;
  • Milho e ervilha;
  • Óleo;
  • Ovos;
  • Sal;
  • Temperos.

Carnes e frios: Por sua vez, na parte de carnes e frios, os clientes esperam encontrar, itens como:

  • Frango;
  • Iogurte;
  • Linguiça;
  • Pizza congelada;
  • Muçarela;
  • Presunto;
  • Mortadela;
  • Manteiga;
  • Margarina;
  • Requeijão;
  • Ricota.

Limpeza e higiene: Uma boa variedade de produtos de limpeza e higiene pessoal também não pode faltar, incluindo:

  • Água sanitária;
  • Amaciante;
  • Condicionador;
  • Creme de pentear;
  • Creme dental;
  • Desinfetante;
  • Desodorante;
  • Detergente;
  • Lâmina de barbear;
  • Pá;
  • Pano de chão;
  • Papel higiênico;
  • Rodo;
  • Sabão líquido, em pó e em barra;
  • Sabonete;
  • Shampoo;
  • Vassoura.

Hortifrúti: Um hortifrúti com variedade de produtos frescos e preços atrativos pode ser o carro chefe do seu minimercado e atrair muitos consumidores.

  • Abacaxi;
  • Alho;
  • Banana;
  • Batata;
  • Beterraba;
  • Cebola;
  • Cenoura;
  • Chuchu;
  • Couve;
  • Laranja;
  • Maçã;
  • Manga;
  • Melancia;
  • Pepino;
  • Pimentão;
  • Tomate.

Bebidas: Por fim, você não pode se esquecer da parte de bebidas, que deve incluir:

  • Achocolatado;
  • Água mineral;
  • Cerveja;
  • Chá;
  • Refrigerante;
  • Suco.

Essa lista completa de produtos para minimercado é uma verdadeira mão na roda, não é mesmo? Assim, você não esquece itens essenciais.

Como abrir um minimercado [Passo a Passo]

Para auxiliar você que deseja abrir um minimercado de sucesso, mas possui algumas dúvidas, preparamos um passo a passo que também pode lhe ser muito útil.

Confira com atenção cada detalhe do nosso passo a passo e comece a transformar os seus sonhos e objetivos de negócio em realidade.

1.Monte um plano de negócios

Quando o objetivo é abrir um minimercado, um dos primeiros passos do empreendedor precisa ser a montagem de um plano de negócios.

O plano de negócios é um documento que reúne uma série de informações importantes, e que servirá como um norte para boa parte das suas decisões.

Veja o que não pode faltar neste tipo de documento:

  • Apresentação da empresa;
  • Estudo de mercado e concorrentes;
  • Definição do público-alvo;
  • Estudo e identificação de fornecedores;
  • Definição da estrutura necessária para o empreendimento;
  • Necessidade de contratação de mão de obra;
  • Planejamento financeiro e previsão de retorno;
  • Planejamento completo de marketing;
  • Dentre outros itens importantes.

2.Escolha a localização ideal para abrir um minimercado

Para montar um minimercado, você precisa pensar cuidadosamente na localização para abertura do seu empreendimento, que pode ser própria ou alugada.

O ideal é que o minimercado seja bem iluminado e arejado, além de contar com localização privilegiada, e se possível estacionamento próprio, visando atrair mais clientes.

Normalmente, este tipo de estabelecimento está localizado em áreas estratégicas de bairros residenciais, em ruas movimentadas, na proximidade de praças, terminais de transporte público e outros negócios, como farmácias e padarias.

Não tenha dúvidas, a localização poderá interferir diretamente no movimento que o seu estabelecimento será capaz de atrair e registrar.

3.Invista na mobília e nos equipamentos

Para abrir um minimercado, você precisará investir em itens que vão compor a estrutura do estabelecimento, incluindo:

  • Balança;
  • Caixa registradora;
  • Circuito de câmeras;
  • Computador;
  • Freezers e refrigeradores;
  • Gôndolas;
  • Impressora;
  • Máquina de cartão.

Visando a economia, antes de adquirir estes itens, faça cotação com no mínimo três fornecedores e busque por aqueles que possam lhe oferecer os melhores preços.

4.Encontre bons fornecedores

Para garantir que o seu minimercado seja lucrativo e um verdadeiro sucesso, será fundamental que você conte com a parceria de bons fornecedores.

Você precisa encontrar fornecedores que possam lhe oferecer produtos a preços competitivos, com garantia de qualidade e entrega rápida.

Procure por distribuidoras que atendam a sua região e faça cotações em busca das melhores condições, tanto de preços, como também de agilidade na entrega.

5.Contrate um serviço de contabilidade

Para que o seu estabelecimento receba autorização de funcionamento, você precisará contratar um serviço de contabilidade e obter alguns documentos, dentre eles:

Se você está planejando abrir um minimercado, mas ainda não possui uma contabilidade, clique em um dos botões ao final da página que vamos ajudar você.

Quanto custa para abrir um minimercado?

O custo para abrir um minimercado varia com base em diversos fatores, dentre eles, o porte do empreendimento e a variedade de produtos ofertada.

Dentre os itens a considerar na composição de custos, podemos destacar:

  • Estoque inicial;
  • Freezers, refrigeradores e gôndolas;
  • Check-out; computadores e impressoras;
  • Circuito interno de câmeras;
  • Registro e contratação de funcionários;
  • Aluguel do ponto comercial e reformas;
  • Honorários da contabilidade e taxas de registro;
  • Despesas com publicidade e propaganda;
  • Capital de giro.

Diante de tudo isso, o ideal para evitar imprevistos, é contar com um planejamento financeiro bem detalhado.

Deseja saber mais e abrir um minimercado de forma rápida e descomplicada? Clique aqui e entre em contato conosco!

 

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Você já pensou na possibilidade de abrir uma empresa na…
Cresta Posts Box by CP