ISS: O que é, como calcular e quem deve pagar

Compartilhe nas redes!

ISS – Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza é um tributo municipal que incide sobre empresas e profissionais prestadores de serviços, com alíquotas que variam de 2% a 5% sobre os serviços prestados.

Previsto na Constituição Federal, o ISS foi regulamentado pela Lei Complementar 116/2003 que diz o seguinte:

Art.1º O Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, de competência dos Municípios e do Distrito Federal, tem como fato gerador a prestação de serviços constantes da lista anexa, ainda que esses não se constituam como atividade preponderante do prestador.

De fundamental importância para a arrecadação dos municípios, o ISS é um dos principais impostos previstos na legislação fiscal brasileira.

Em função da sua importância, nesse conteúdo, o Eu Contador apresenta um verdadeiro guia sobre o ISS, retirando as principais dúvidas sobre o assunto.

Como calcular o ISS?

O ISS incide de forma direta sobre o valor dos serviços prestados, respeitadas as seguintes alíquotas:

“Art. 8o As alíquotas máximas do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza são as seguintes: 

I –   (VETADO)

II – demais serviços, 5% (cinco por cento). 

Art. 8º-A.  A alíquota mínima do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza é de 2% (dois por cento).

Respeitados os limites legais, cabe às prefeituras definir as alíquotas que serão aplicadas nos seus respectivos municípios.

Uma vez conhecida a alíquota  a ser aplicada, basta multiplicá-la pelo valor do serviço prestado, conforme o exemplo abaixo:

  • Valor do Serviço: R$ 20.000,00
  • Alíquota de ISS: 5%
  • Valor do ISS: R$ 10.000,00 x 5% = R$ 10.000,00

Empresa do Simples Nacional paga ISS?

A legislação em vigor determina que o ISS tem como fato gerador a prestação de serviços, ou seja, incide sobre toda e qualquer empresa prestadora de serviços, incluindo aquelas que estão enquadradas no Simples Nacional.

De acordo com a legislação em vigor, estão sujeitas ao pagamento do ISS pelo Simples Nacional as empresas enquadradas nos anexos III, IV ou V do referido regime.

Como pagar o ISS?

O pagamento do ISS pode ser realizado de duas maneiras:

  • Empresas do Lucro Real e Lucro Presumido: Pagam o ISS por meio de guia específica calculada e gerada pela contabilidade.
  • Empresas do Simples Nacional: Pagam o ISS em conjunto com outros impostos, por meio da guia DAS – Documento de Arrecadação do Simples Nacional.

É muito importante, observar a data de vencimento das guias, evitando assim, a cobrança de juros, multas e outras penalidades, como a suspensão do Alvará de Funcionamento.

Como emitir nota fiscal de ISS?

Agora que você já sabe o que é, quem deve pagar e como calcular o ISS, é hora de conferir o passo a passo para emissão das Notas Fiscais de Serviço (NFSe).

Para emitir esse tipo de nota fiscal, as empresas precisam de um CNPJ ativo, vinculado a uma ou mais atividades de prestação de serviços.

Além disso, é preciso contar com uma Inscrição Municipal válida, alvará de funcionamento e solicitar à prefeitura do seu município, a permissão para emitir notas fiscais.

Por fim, cada nota fiscal emitida deve apresentar as seguintes informações:

  • CNPJ e endereço completo da empresa emissora;
  • CNPJ/CPF e endereço completo do cliente;
  • Discriminação dos serviços prestados;
  • Valor e discriminação dos impostos;
  • Valor dos serviços prestados.

Qual a penalidade para empresas que não recolhem o ISS?

Empresas que mesmo sendo obrigadas não recolhem o ISS, ficam sujeitas a uma série de penalidades, incluindo:

  • Cobrança de multa e juros por atraso;
  • Cassação do Alvará de Funcionamento;
  • Cobrança judicial dos tributos devidos;
  • Suspensão do CNPJ até regularização dos débitos.

Além disso, o responsável legal pela empresa pode responder pelo crime de sonegação fiscal, cuja pena pode chegar a 5 anos de reclusão, conforme previsto na Lei 8.137/90:

“Art. 1° Constitui crime contra a ordem tributária suprimir ou reduzir tributo, ou contribuição social e qualquer acessório, mediante as seguintes condutas: 

I – omitir informação, ou prestar declaração falsa às autoridades fazendárias; 

II – fraudar a fiscalização tributária, inserindo elementos inexatos, ou omitindo operação de qualquer natureza, em documento ou livro exigido pela lei fiscal; 

III – falsificar ou alterar nota fiscal, fatura, duplicata, nota de venda, ou qualquer outro documento relativo à operação tributável; 

IV – elaborar, distribuir, fornecer, emitir ou utilizar documento que saiba ou deva saber falso ou inexato; 

V – negar ou deixar de fornecer, quando obrigatório, nota fiscal ou documento equivalente, relativa a venda de mercadoria ou prestação de serviço, efetivamente realizada, ou fornecê-la em desacordo com a legislação. 

Pena – reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.”

Evite problemas com o fisco e com o judiciário, conte com o apoio do nosso time de contadores e mantenha o pagamento do ISS da sua empresa em dia.

Sobre quais serviços o ISS não incide?

De acordo com a Lei Complementar 116/2003 o ISS não incide sobre:

  • As exportações de serviços para o exterior do País;

 

  • A prestação de serviços em relação de emprego, dos trabalhadores avulsos, dos diretores e membros de conselho consultivo ou de conselho fiscal de sociedades e fundações, bem como dos sócios-gerentes e dos gerentes-delegados;

 

  • O valor intermediado no mercado de títulos e valores mobiliários, o valor dos depósitos bancários, o principal, juros e acréscimos moratórios relativos a operações de crédito realizadas por instituições financeiras.

Contabilidade para empresas prestadoras de serviços

Você que chegou até aqui, já sabe tudo sobre o ISS – Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza.

Sendo assim, é hora de contar com o apoio de uma contabilidade especializada e preparada para oferecer toda a assessoria que você e a sua empresa precisam.

Venha para o Eu Contador, conheça alguns dos nossos benefícios para a sua empresa:

  • Tenha tudo dentro do prazo, sem atrasos;
  • Emissão de notas fiscais simplificadas;
  • Atendimento rápido e personalizado;
  • Soluções inovadoras para o seu negócio;
  • Satisfação garantida em nossos serviços;
  • Equipe de profissionais especializados.

Temos planos sob medida para as suas necessidades e profissionais capacitados para tirar todas as suas dúvidas e garantir que a sua empresa permaneça sempre em dia com o fisco!

Deseja tirar dúvidas ou saber mais? Clique em um dos botões abaixo e entre em contato com um dos nossos especialistas!

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
Uma das decisões do Poder Judiciário mais aguardadas para esse…
Cresta Posts Box by CP