Como abrir uma floricultura

Compartilhe nas redes!

Você já pensou em abrir uma floricultura? Você sabe o que é necessário para começar esse tipo de negócio? Se o seu sonho é viver da venda de flores, você precisa de um guia.

Ao contrário do que algumas pessoas possam imaginar, para abrir uma floricultura também é necessário muito planejamento financeiro e comercial para se obter sucesso.

Com isso em mente, a EuContador decidiu escrever este artigo, explicando para você tudo que é necessário para abrir uma floricultura do zero e ser bem-sucedido. Acompanhe.

O mercado de floriculturas

Antes de pensar em abrir uma floricultura, primeiramente é importante entender como esse mercado funciona e também qual é o seu estado atual para saber se vale a pena.

Algo que pode ser afirmado, é que ele é cada vez mais promissor. Segundo dados da IBRAFLOR (Instituto Brasileiro de Floricultura), em 2021 houve um crescimento de 15%.

Em números frios, isso significou um faturamento de mais de 10 bilhões de reais. O que faz todo sentido, quando o país é um dos 15 maiores produtores de flores do mundo.

O instituto também indica que em 2017 o mercado em si era responsável por quase 200 mil empregos, sendo que 78 mil eram relativos à produção e pouco mais de 8 mil à distribuição.

Por outro lado, o varejo é onde mora a maior fatia dos empregos, sendo naquele ano responsável por mais de 105 mil vagas de trabalho. Ainda havia outras 6,5 mil pessoas em outras funções do segmento.

Vale ressaltar que o mercado de floricultura faz parte do enorme agronegócio brasileiro, representado, no entanto, apenas 0,53% deste. O que denota espaço de crescimento.

Guia para abrir uma floricultura

Veja abaixo este pequeno guia explicando como abrir uma floricultura.

1. Comece com um plano de negócios

O plano de negócios é um dos documentos mais importantes com os quais o empreendedor deve se preocupar quando ele está começando uma empresa do zero.

Quando falamos de uma floricultura, não é diferente. Entretanto, não é incomum que a maioria dos empreendedores acabe começando o seu negócio de qualquer jeito.

Muitos acreditam que o plano de negócios não é necessário e, de fato, ele não é uma obrigação. Entretanto, existem muitos que subestimam a sua importância.

De forma bem resumida, o plano de negócios tem a função tornar a visão sobre o empreendimento o mais amplo possível, analisando todos os fatores importantes.

Neste documento serão detalhados todos os aspectos do negócio, desde a descrição da empresa e seus serviços até a questão financeira e administrativa.

Nele também constam todas as estratégias administrativas e também o plano de marketing para fazer a companhia crescer e ser conhecida. Isso sem contar os dados do mercado.

Podemos dizer que o plano de negócios para abrir uma floricultura procura responder às seguintes questões:

  • O que é o negócio?
  • Quais os principais produtos ou serviços oferecidos?
  • Qual é o seu público-alvo chave?
  • Onde será localizada a empresa?
  • Qual é o tamanho do investimento necessário?
  • Qual é a previsão de faturamento mensal?
  • Qual é o tempo de retorno para obter o investimento?
  • Quem são os seus concorrentes e onde eles estão?

2. Faça a escolha do local certo

Algo que deve ser muito bem analisado antes de se decidir por abrir uma floricultura, é observar qual será o local em que a loja ficará instalada.

A verdade é que a localização do negócio é um dos fatores que mais causam uma influência no faturamento. Ainda mais porque ele tem tudo a ver com o público-alvo.

Isso porque, durante a etapa de planejamento, é necessário definir a faixa de renda e os hábitos de consumo das pessoas que você deseja atingir com o seu negócio.

Com estes dados em mãos fica muito mais fácil escolher o melhor local da cidade. Ainda mais se for uma cidade grande com diferentes extratos de renda por localização e região.

Todavia, não deixa de ser senso comum que o melhor local para uma floricultura é onde haja um alto fluxo de pessoas, proporcionando fácil acesso para os clientes em geral.

Outro ponto importante que deve ser observado são os trâmites legais, o zoneamento e também a estrutura do local, certificando-se de que tudo esteja adequado.

3. Invista em estrutura e equipamentos

Para abrir uma floricultura também é muito importante se atentar a estrutura mínima necessária e também aos equipamentos que vão precisar ser adquiridos.

A estrutura do estabelecimento, por sua vez, deve contar com espaço para atendimento, oficina, administração, banheiro e copa. Quanto aos equipamentos, veja abaixo:

  • Mesas, cadeiras, armários;
  • Câmara fria;
  • Máquina de limpar rosas;
  • Refrigeradores;
  • Balcões;
  • Prateleiras para exposição dos produtos;
  • Utensílios para o manejo e preparo das flores;
  • Material e equipamento de escritório;
  • Computador, telefone, impressora;
  • Máquina de cartão;
  • Outros.

4. Não esqueça do marketing

Abrir uma floricultura, por conseguinte, não pode ser algo que se faça pensando que rapidamente haverá lucro. Para haver clientes e lucro, é preciso investir em divulgação.

No caso, o marketing pode ser feito de duas formas:

  • Marketing offline: É o marketing tradicional por meio de panfletagem, investimento em boca a boca, outdoors e outros meios mais diretos e menos específicos;
  • Marketing online: Feito por meio do investimento em tráfego pago e também da criação de conteúdo em redes sociais.

Vale ressaltar que, para um negócio pequeno, o marketing online, ou digital, costuma trazer resultados mais rápidos com um investimento menor. Mas ambos os métodos podem ser usados.

5. Formalize o negócio com uma contabilidade

Por fim, de nada adianta cuidar de toda a parte do planejamento, ter o dinheiro e fazer planos, se a empresa não for devidamente registrada de acordo com os trâmites legais.

No caso, para abrir uma floricultura sem maiores dores de cabeça, o ideal é consultar uma contabilidade, tal como a EuContador, que pode te auxiliar em todo o processo.

Os documentos que você irá precisar, e que nós da EuContador podemos auxiliá-lo para conseguir, são os seguintes:

  • CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica);
  • Cópia autenticada do RG e CPF;
  • Folha espelho do IRPF;
  • IPTU do imóvel;
  • Cópia do Contrato de Locação ou Compra e Venda;
  • Alvará de funcionamento;
  • Entre outros documentos específicos da cidade.

Gostou deste conteúdo? Aprendeu como abrir uma floricultura? Então aproveite para colocar o blog do EuContador na sua lista de favoritos e ficar sempre por dentro dos nossos conteúdos.

Vai abrir a sua empresa? Clique em um dos botões abaixo e entre em contato conosco!

Classifique nosso post

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

Simples Nacional para engenheiros

Simples Nacional para engenheiros

Como funciona o Simples Nacional para engenheiros? Será que este é o melhor regime tributário para engenheiros que possuem ou pretendem abrir um CNPJ? Em

Recomendado só para você
Aqui no Eu Contador recebemos inúmeros contatos de pessoas que…
Cresta Posts Box by CP